BRZ20IMS-LOGO-INTERMODAL-NOVO-PORT
Data (3)

Digitalização: uma tendência cada vez mais presente no setor logístico

 

Assunto sobre tecnologia na logística foi tema central de webinar realizado nesta quinta-feira (28), pela Abralog e pela Intermodal South America, em bate-papo com especialistas

 

Com a atual conjuntura de adversidades impostas pelo novo coronavírus, que implica na busca por serviços capazes de atender aos anseios das empresas e consumidores à distância, a necessidade de soluções conectadas e integradas torna-se ainda mais presente. Por isso, a digitalização dos mais variados setores econômicos e industriais do país passa a ser uma tendência concreta. No setor logístico, em especial no que se refere à tecnologia na logística, isso não é diferente, e empresas de todo o mundo têm trabalhado arduamente para se adaptar aos requisitos da logística 4.0.


A pandemia acelerou o processo de transformação digital da cadeia de suprimentos global, exigindo de seus players uma rápida adaptação a esta nova realidade de inovações tecnológicas que envolvem a logística 4.0. E é isso que especialistas do setor se propuseram a discutir nesta quinta-feira (28), no webinar “Digitalização da Cadeia de Suprimentos”, realizado pela Associação Brasileira de Logística (Abralog) e pela Informa Markets, organizadora da Intermodal South America.


Entre os participantes estava Ângela Maria Gheller Telles, diretora de produtos e ofertas nos segmentos de manufatura, logística e agroindústria da TOTVS S.A., empresa referência em inovações tecnológicas. Segundo ela, há pouco mais de dois anos a companhia vem percebendo um aumento na procura por soluções digitalizadas voltadas para a tecnologia na logística, especialmente a partir de 2019, mas esta demanda cresceu significativamente com os impactos da pandemia.

 

“Nós já estávamos nos preparando para essa nova era da digitalização antes da COVID-19, mas foi agora, com esta pandemia, que essa questão veio à tona e vimos que esse é um setor que ainda tem muito a ser explorado. A logística precisa se digitalizar, pois a tecnologia é a melhor maneira de se conseguir mais agilidade e produtividade nas operações”, afirma.


Quem também marcou presença foi o CEO da BBM Logística, André Prado, que ressaltou que o mais importante para as empresas agora é entender como funciona o processo de digitalização de um negócio.


“Primeiro, é preciso saber aonde se quer chegar, ter um norte a seguir e entender como aquilo vai influenciar o negócio, além de identificar quais benefícios trará para a corporação, ou seja, é necessário que seja feito um planejamento a respeito. Até porque o processo de transformação digital é longo e complexo, precisa ser feito de forma estratégica. Não adianta adotar somente iniciativas isoladas, como criar apenas um canal de comunicação digital com o cliente ou um aplicativo. Transformação digital vai muito além disso, envolve a digitalização da companhia como um todo”, comenta.


Já para o diretor de planejamento e de cadeia de suprimentos digital da Unilever, Leonardo Rubinato, outro desafio para se alcançar este objetivo será a mudança de cultura do setor, que habitualmente é mais tradicional.

“Ao meu ver, este é outro grande desafio que teremos que enfrentar, que é o que chamamos de mudança de mindset, ou seja, de pensamentos. Como faremos para mudar a opinião das pessoas que trabalham neste meio, trazê-las do modelo antigo, ao qual já estão acostumadas, para o novo? Essa é a questão. Temos que encontrar formas de engajar o máximo possível de colaboradores neste processo. Particularmente, chamo de democratizar o acesso a digitalização, permitir que todos possam colaborar com isso”, acrescenta.


O co-fundador da ACE Startups, Pedro Waengertner, concorda e corrobora com o ponto levantado por Rubinato, destacando que o avanço da logística 4.0 se fará por meio da colaboração mútua.


“Precisamos colocar as pessoas no processo de decisão, fazê-las se sentirem parte disso. Não adianta se forem apenas ações unilaterais, vindo somente de cima para baixo, empresas e profissionais têm que caminhar juntos, senão não dá certo. Da mesma maneira, também não resolve falar que quer inovar e não dar ferramentas para isso, tem que instrumentalizar as pessoas também. As ferramentas, sistemas e processos precisam andar na mesma direção”, reflete.

 

A mediação do debate ficou a cargo do presidente da Abralog, Pedro Moreira, que, ao final, reforçou a importância de discussões como a organizada pelo Papo em Movimento, projeto de entrevistas, lives e webinars da Intermodal


“É sempre bom ter esse tipo de debate, que enriquece e nos traz novas perspectivas sobre temas importantes. Até porque o Brasil é mestre quando se trata de lideranças e de operações logísticas. Aliás, já temos um novo webinar a respeito da digitalização marcado, onde traremos novas discussões em torno do assunto. Será no dia 11/06”.


Webinar: Práticas de digitalização da cadeia de suprimentos - Episódio 1
Data de realização: 28/05/2020
Link de acesso ao webinar completo: https://cutt.ly/3yGzR0O

 

Papo em Movimento

A ação faz parte do Papo em Movimento, iniciativa da Intermodal South America que vem trazendo uma série de entrevistas, lives e webinars com o objetivo de mostrar um panoramado mercado logístico no Brasil e colaborar para o seu desenvolvimento. Confira mais informações e veja episódios antigos na seção do especial do projeto em nosso site.