BRZ20IMS-LOGO-INTERMODAL-NOVO-PORT

Como a cultura on demand afeta as operações logísticas

file

 

Nove em cada 10 brasileiros consomem conteúdo sob demanda, especificamente streaming de vídeo. Essa cultura chegou e já extrapolou para todas as indústrias. Então, como olhar para essa disrupção a fim de acompanhar o futuro (que já chegou) das operações logísticas?

 

Fica claro que essa mudança de comportamento do consumidor e a maior exigência por produtos e serviços personalizados requer grande adaptação dos processos produtivos e, consequentemente, do modelo de operação logística. Ou seja, as empresas que quiserem se manter competitivas devem rever as estratégias de produção, armazenagem e distribuição.

 

Algumas empresas consideram expandir as redes de distribuição enquanto outras preferem alterar o ciclo produtivo, por exemplo, armazenando o produto semiacabado e deixando a personalização para o momento mais adequado.

 

De toda forma esse movimento do consumidor tem ocasionado forte crescimento do setor de armazéns logísticos sob demanda. Nos mercados estrangeiros mais desenvolvidos, por exemplo, têm surgido marketplaces de armazenagem como FLEXE, STORD, Ware2Go.

 

Baixe o material exclusivo da GAT e saiba os benefícios mais marcantes da terceirização logística.

 

O conceito on demand possibilita que empresas com capacidade excedente de armazenagem, comercializem esses ativos aumentando a agilidade da cadeia de suprimentos em função dos períodos de flutuação. A proximidade com os pontos de distribuição e a facilidade do processo também pode gerar economias de acordo com a particularidade de cada negócio.

 

Na GAT Logística temos uma equipe de projetos multidisciplinar que, além de gerar projetos personalizados com Inteligência Logística Integrada, também coordena uma frente de inovação atuante a fim de identificar, avaliar e implementar soluções modernas que gerem economia e facilidade aos nossos clientes.

 

O mercado vive uma fase de transição e, por isso, devemos ponderar racionalmente e escolher a melhor solução de acordo com as particularidades de cada projeto. Isso porque, apesar da flexibilidade, os contratos de curto prazo usando armazéns sob demanda geralmente têm um preço mais alto do que os contratos de longo prazo.

 

Hoje ainda trabalhamos com uma demanda muito mais alta para os projetos de longo prazo. Mas, em alguns casos, o cenário do cliente não apenas favorece como necessita dessa flexibilização.

 

Este artigo foi escrito por Anderson Massa

Anderson Massa é sócio-diretor da GAT Logística, companhia nacional de soluções em Logística Integrada, ou 3PL (third party logistics), que atende demandas de transporte e armazenagem com sete unidades de distribuição estrategicamente localizadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

Conteúdo patrocinado por GAT Logística